Motivos Óbvios no encerramento do Som no Salão 2014

Último show do projeto reunirá artistas que marcam a história da música negra e do reggae em Porto Alegre desde a década de 1990. Apresentação será na quarta-feira (10/12), no Salão de Atos da Ufrgs, com entrada franca. Participação do guitarreiro Luís Vagner e Paulo Dionísio, da Produto Nacional.

Foto: Maicon Robert
Foto: Maicon Robert

Quem acompanha o reggae, o samba rock e o suingue da música negra produzida em Porto Alegre certamente conhece nomes como Marietti Fialho, Antonio Gedair (Geda), Renato Lubianca (Pelão), Henrique Branka, Rick Carvalho, Fernando Catatau, Luis Vagner (guitarra) e Paulo Dionísio.

Representantes de um cenário musical que teve início na década de 1990 e consagrou artistas respeitados na capital até hoje estarão juntos na quarta-feira (10/12), na última edição do ano do projeto Som no Salão, no show da Motivos Óbvios, com entrada franca.

O programa promete fazer o público dançar no Salão de Atos da Ufgrs (Paulo Gama, 110), misturando reggae roots, ska, raggamuffim, soul e pop. No repertório, composições autorais e eventuais releituras de clássicos nacionais e internacionais de artistas como Bob Marley, Luis Vagner, Gilberto Gil e Nelson Cavaquinho. A atividade inicia às 19h, com discotecagem em vinil de Savanna Sounds, no saguão do teatro. Às 20h, a banda Diretoria faz um pocket show de abertura; e a Motivos Óbvios sobre ao palco às 20h20.

Fruto do encontro de músicos que admiravam o funk norte americano, o reggae jamaicano e a MPB, a banda Motivos Óbvios surgiu em 1990, em Porto Alegre. A primeira apresentação do grupo ocorreu em 1991, no Auditório Araújo Viana, em um show coletivo que originou o disco de vinil “PORTO REGGAE”. A partir deste evento, a banda passou a realizar diversos shows e projetos culturais. O grupo já se apresentou ao lado de grandes nomes do cenário musical nacional e internacional, como Cidade Negra, Tribo de Jah, Chico César, Gladiators, Fito Paez, Los Pericos e Naná Vasconcelos.

Em março de 2000, recebeu o troféu Açorianos de melhor disco de Reggae com o CD “Tri legal do Reggae” e, em setembro do mesmo ano, participou do CD “Reggae as Pampas” – uma coletânea com as principais bandas do gênero de Porto Alegre.

De 2002 a 2008, a Motivos Óbvios fez uma pausa em suas atividades, e os integrantes seguiram com trabalhos próprios. Em 2009, a banda se reúne novamente, fazendo a abertura do show da The Wailers, em Porto Alegre. Desde então, o grupo segue os trabalhos, tendo se apresentado no Fórum Social Temático, em 2012 e 2013, e outros eventos.

 

Por: Raphaela Donaduce Flores – Dona Flor