Primeiro fim de semana do Pepsi Twist Land reúne milhares de pessoas em Atlântida

Durante sexta-feira, sábado e domingo a cidade praiana de Xangri-Lá recebeu a segunda edição do festival Pepsi Twist Land, que reuniu milhares de pessoas, e contava com shows e atividades gratuitas. A primeira etapa do festival teve atrações como Frejat, Ney Matogrosso, Ed Motta, Donavon Frankenreiter, Slightly Stoopid, entre outros.

Foto: Tony Capellão/No Palco

O destaque ficou para o grupo espanhol de artes cênicas La Fura dels Baus, que encantou todo mundo com suas intervenções durante os intervalos dos shows. Com direito a banho de água, boneco gigante e “mosaico humano” os espanhóis deram um show de competência nos três dias.

Na sexta feira, Bibiana Petek deu início aos trabalhos. O show dela contou com a participação da Tati Portella, do Chimarruts, e Nani Medeiros. Em seguida veio os gaúchos da Dingo Bells, apresentando um ótimo show e botando todo mundo para dançar. E para encerrar a noite, Frejat subiu ao palco pouco depois das 22h, o ex-Barão Vermelho tocou músicas de sua carreira solo, da sua antiga banda e covers de Tim Maia, Caetano Veloso, Gal Costa e outros.

Foto: Lucas Corrêa/No Palco

No sábado quem abriu o palco foi o YouTuber Authentic Games, ele conversou, cantou e jogou durante uma hora e levou a criançada a loucura. Após a apresentação do Authentic, foi a vez de Maz Totterdell, com seu violão a britânica tocou suas músicas autorais e um cover da Florence and the Machine. Muito tímida, a artista falou pouco com a plateia. A banda Aldo the Band foi a verdadeira surpresa do dia, eles só tocaram músicas autorais e empolgou toda a plateia, muitos compararam os meninos com a banda Joy Division. Com “Rua da Passagem”, Ney Matogrosso subiu ao palco 22h10 e arrastou uma multidão para frente do palco, Ney não conversou muito e foi emendando uma música na outra. O show foi tão empolgante que até a chuva apareceu na arena montada na Av. Central, de Xangri-Lá. A música “Ex-Amor” encerrou o show de 90 minutos de Ney Matogrosso.

Foto: Tony Capellão/No Palco

Os porto alegrenses da The Lucywood abriram o último dia do primeiro final de semana do Pepsi Twist Land. A banda alternou músicas autorais com covers do Of Monsters and Men e mostrou uma ótima presença de palco e qualidade ao vivo. Logo após veio a banda Second Hand, tocando covers do Raimundos e Sublime. Os gaúchos da Gelpi subiram ao palco e apresentaram um ótimo show. Em seguida o músico americano Donavon Frankenreiter iniciou o seu show com “Move by Yourself”, Donavon tocou por 45 minutos e depois deu espaço ao Slightly Stoopid, atração mais esperada da noite, Frankenreiter foi chamado ao palco e participou por 10 minutos do show dos americanos. E para encerrar a noite Ed Motta subiu ao palco com um pouco de atraso e chuva fraca. O carioca tocou durante 90 minutos e apresentou sucessos como “Manoel”, “Fora da Lei”, “Colombina” e “Caso Sério”.

Foto: Tony Capellão/No Palco
O Pepsi Twist Land volta no próximo final de semana com Clarice Falcão, Humberto Gessinger, Liniker e os Caramelows, Céu, Summer Camp, Lucas Silveira, Cartolas, Authentic Games, Good Samaritans, Savoir Adore e Erick Endres. E claro os espanhóis do La Fura dels Baus. Tudo isso gratuito, na Av. Central – 1.200, em Xangri-Lá.
Mais fotos em: www.facebook.com/NoPalcoPOA/photos