O ano é de Elton John

Desde que anunciou sua turnê de despedida, Elton John tem se esforçado para fazer com que esse momento seja um dos mais especiais de sua carreira e para o Mundo.

O pianista britânico começou o ano de 2019 com holofotes direcionados para “Rockteman”, filme sobre sua vida e estrelado por Taron Egerton. O  longa foi lançado em maio e recebeu diversos elogios da crítica, tanto pela atuação de Taron, quanto pela adaptação da história. Elton resolveu contemplar a trilha de “Rocketman” com uma música inédita, chamada “(I’m Gonna) Love Me Again” e composta em parceria com seu parceiro de longa data: Bernie Taupin.

Em julho, Elton John volta às telonas com sua magnífica obra, desta vez com a trilha sonora do remake de ‘O Rei Leão’. Canções que o músico escreveu nos anos 90, em parceria com Tim Rice, como “Hakuna Matata” e “Can You Feel the Love Tonight”, voltaram a emocionar o público. Assim como em sua cinebiografia, Elton brindou o público com mais uma canção inédita, composta em parceria com Rice. A canção intitulada “Never Too Late” toca nos créditos do live-action.

Enquanto Elton se aventura nas trilhas sonoras para filmes, sua derradeira turnê, chamada ‘Farewell Yellow Brick Road’, continua a todo vapor. Após dois meses no verão Europeu, o músico volta à América do Norte para cerca de 30 shows entre setembro e novembro deste ano. Depois passa pela Oceania nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

Ufa, tudo isso e Elton ainda tem tempo para intensificar sua luta contra a AIDS. A “Fundação Elton John para a AIDS” já arrecadou mais de U$ 200 milhões. Nesta semana, o músico reuniu diversas celebridades em um evento de arrecadações de fundos na França para combate à AIDS no Quênia.

Por estes (vários) motivos, o ano de 2019 é de Elton John. Aos 72 anos, o músico segue ativo e contribuindo para o Mundo. E em 2020, podemos esperar por mais um Oscar em sua conta. I’m Still Standing!