Não, A Morte Não É Gentil

Não, a morte não é gentil, mesmo que seja

Não, a vida não é gentil, mesmo que seja

Tudo é enfado

Mas com o amor ao nosso lado, que assim seja

Circulei nossos mamilos com caneta esferográfica

Com grafia gaélica

Não, a morte não é angélica, mesmo que seja

Não, a vida não é heroica, mesmo que seja

Mesmo que nela o amor esteja

Purificando vasos sanguíneos combalidos

Pasmando os pés durante ínfimos discursos

De poder

Raios retilíneos de energia infiltrados em nossos lábios

Não, a morte não é gentil, mesmo que seja

Não, a vida não é gentil, mesmo que seja

A felicidade é gentil, mesmo que nunca seja

A caridade é gentil, mesmo que nunca seja

Que assim (selá) seja.

 

EVERTON LUIZ CIDADE

Everton Cidade

Everton Luiz Cidade é poeta. Autor de Santo Pó/P, O Bonde Transmutóide e QuiÓ. É vocalista da banda Siléste.