A Felicidade é de Uns

A felicidade anda pouco comigo

Ou eu não a reconheço

Mas a Parceira Dor

Dessa eu não esqueço

Nem desaprovo seu sabor

Até agradeço

E lhe pago o favor

De me deixar estar onde mereço estar

 

A felicidade corteja a posteridade

Pois sabe que não há revolução sem paixão

Ou amor sem atração

A felicidade é superestimada

E pode ao coração ser uma cilada

Um gol de mão

 

A felicidade é a contagem derradeira da nossa idade.

Everton Cidade

Everton Luiz Cidade é poeta. Autor de Santo Pó/P, O Bonde Transmutóide e QuiÓ. É vocalista da banda Siléste.