THI

Voraz o tempo de paz quando demora o signo na tardança dessa bonança

De aliviar a tristeza que nos toma desde criança

Irmã de aura

Mãe dos gatos e da sabedoria oculta em ternura absoluta

Transmuta sua luta de si em luta universal num ritual silábico de rainha do Sião em missa pagã

Sempre em amor -nunca em usura- Papisa Overdrive Diana Caçadora destruidora dos estigmas

Carniceiros do patriarcado desorientado –

Infinita em enigma – louvo tua inteligência e graça como um amuleto arcano pra que eu não desapareça nesse mundo ainda não desperto no coração de tão perto – tu esteve em tantos lugares que nunca estive – Boudica (com a deusa Andraste nos olhos) em levante contra Nero –

Esteve já em tantos tempos que eu nunca estive.

Santos sem clero.

 

                   (para Thiane Nunes, artista)

Everton Cidade

Everton Luiz Cidade é poeta. Autor de Santo Pó/P, O Bonde Transmutóide e QuiÓ. É vocalista da banda Siléste.