Baixe o Volume da Realidade para Ouvir

Amo a Tavi

Nem a Tavi me lê

Vocês conhecem a Tavi?

Ela é foda. Ela me aguenta

Eu não sou poeta

É tudo uma farsa

É uma vianda que não esquenta

É o tempo que não aparenta

É a volta que solta a entropia solta

Em nós, são os anos 90, que não passam

São as drogas que não são uma seta

São os santos numa poesia esperta

Política – que eu não alcanço

Por que sou mais dor que ranço

Por que sou mais presença que banzo

Por que sou mais margem que remanso

Por que sou mais veneno que lanço

Sou o pá, sou o talvez, quem sabe, no próximo mês

Sou o de novo vocês

Sou o letrista ,o escapista

Sou Iansã sem mídia, sem festa

Sou a coroa de espinhos

Mas mais que tudo, sou a testa

Que ao ferimento se presta

Vou baixar o volume da realidade

Pra ouvir a verdade.

Everton Cidade

Everton Luiz Cidade é poeta. Autor de Santo Pó/P, O Bonde Transmutóide e QuiÓ. É vocalista da banda Siléste.