Roda Viva apresenta Chico Buarque – 50 anos de carreira no “Ocidente Acústico”

A Banda Roda Viva volta a apresentar seus espetáculos temáticos sobre a obra de Chico Buarque no “Ocidente Acústico” nos dias 07 e 14 de abril. Para esta ocasião, será celebrado  os 50 anos de carreira do compositor carioca, considerando o lançamento de seu primeiro disco em 1966. Nestas datas serão interpretadas canções de todos os discos solos de Chico Buarque, divididas em duas partes. O primeiro dia, 07 de abril, abarca seus discos entre 1966 e 1978. Já o segundo dia, 14 de abril, compreende músicas gravadas entre 1979 e 2011, ano de seu último álbum. Para as duas apresentações a Banda Roda Viva terá a companhia de New (piano) como músico convidado, além das participações especiais das cantoras Ana Lonardi, no dia 07, e Tati Portela, no dia 14.

 

Foto: Aline More
Foto: Aline More

1ª Parte: 1966 – 1978

A Banda Roda Viva apresenta dia 07 de abril (quinta-feira) no Ocidente Acústico o primeiro espetáculo celebrando os 50 anos de carreira do compositor Chico Buarque. Neste  dia, serão interpretadas canções dos discos entre 1966 e 1978. Este período abarca o momento dos grandes festivais, do combate à ditadura, da censura, do Julinho de Adelaide, de peças teatrais como Calabar e Gota d’Água, de filmes como Quando o Carnaval Chegar e Vai Trabalhar Vagabundo, do grande disco Construção, de parcerias com Caetano Veloso, Maria Bethânia, Milton Nascimento, entre outros.

Foram selecionadas 25 canções gravadas neste período, trazendo à baila diversos clássicos como A Banda. Roda Viva, Olhos nos Olhos, Apesar de Você, Quem te viu, Atrás da Porta, entre outros. Para esta apresentação, a Banda Roda Viva recebe a companhia do pianista New como músico convidado, além da participação especial da cantora Ana Lonardi.

 

 

Roda Viva  apresenta Chico Buarque – 50 anos de carreira

QUANDO: 7 e 14 de  abril  (quintas) de 2016 – 23 horas – a casa abre às 21 horas

INGRESSOS:  R$ 30,00 ( trinta  reais)

ONDE:  Ocidente – João Telles esq. Osvaldo Aranha

 

Por: Márcio Ventura