Ingressos para o Porto Verão Alegre começam a ser vendidos no dia 4 de janeiro

O tradicional festival de teatro Porto Verão Alegre apresentará entre os dias 8 de janeiro e 14 de fevereiro 58 espetáculos a preços populares em diversos pontos da capital. A atração de abertura será o musical “Dona Flor e seus Dois Maridos” de Jorge Amado em produção assinada por Zé Adão Barbosa, Carlota Albuquerque e Larissa Sanguiné produzido especialmente para o evento.

“Dona Flor e seus dois maridos” por Zé Adão Barbosa, Carlota Albuquerque e Larissa Sanguiné

“Dona Flor e seus dois maridos” por Zé Adão Barbosa, Carlota Albuquerque e Larissa Sanguiné

Completando 17 anos, o Porto Verão Alegre é uma iniciativa privada que tem Rogério Beretta e Zé Victor Castiel, de Homens de Perto 1 e 2, na coordenação de produção e direção geral, respectivamente. Além de movimentar a cidade nos dois primeiros meses do ano, época em que boa parte da população está viajando de férias, o projeto visa democratizar o acesso a cultura com ingressos promocionais, R$ 22, em média.

Financiado pela iniciativa privada através da Lei Rouanet, o Porto Verão Alegre capta em média metade do que é aprovado pelo Ministério da Cultura e consegue converter apenas 40% do valor em cachê. Em 2015, o valor total do projeto é de R$ 2,473 milhões e 60% do que for arrecadado será destinado a produção, administração e divulgação.

Assim como no ano passado, o Porto Verão Alegre 2016 financiará um espetáculo inédito. Dona Flor e seus Dois Maridos, sucesso de Jorge Amado publicado em 1966 e marcado por sua adaptação para televisão e cinema, chega aos palcos gaúchos na forma de musical, estilo que se popularizou no país nos últimos anos. No entanto, conforme adiantou Zé Adão a intenção não é fazer um musical convencional, com grandes números acrobáticos. No roteiro, que tem direção musical preciosa de Simone Rasslan, estarão canções muito antigas, sonoridades da Bahia e pérolas do cancioneiro, como a antológica Noite Cheia de Estrelas, de Cândido das Neves. A peça será protagonizada por Kaya Rodrigues, Cassiano Ranzolin e Tom Peres, em cartaz nos dias 8 (só para convidados), 9 e 10 de janeiro no Theatro São Pedro.

Contribuindo para formação de plateia, o número de peças não relacionadas à comédia tem aumentado anualmente e este ano ocupa quase metade da programação. Além de Dona Flor…, outras cinco peças compõem o grupo de espetáculos inéditos do festival: “O Bandejão”; “Besteirol, A Comédia! ou Tem Drag Queen no Funk!”; “Detonando”; “Os Gêmeos Venezianos”; e “Não Conte a Ninguém”. Das 28 montagens que não estavam na programação do evento no ano passado, participam pela primeira vez títulos como “Língua Mãe Mameloschn”, vencedora de Melhor Espetáculo do Ano no Prêmio Açorianos de Teatro 2015; “O Quarto Sinal”, “Aventuras do Pequeno Príncipe”, “Brinco de Princesa” e “CinderElla”. O que garante o entretenimento da criançada no período de férias.

“Tedy, o amor não é para amadores” de Bob Bahlis estará entre as atrações do Porto Verão Alegre. Confira nossa entrevista com o diretor e a resenha do espetáculo.
“Tedy, o amor não é para amadores” de Bob Bahlis estará entre as atrações do Porto Verão Alegre. Confira nossa entrevista com o diretor e a resenha do espetáculo.

Três atividades paralelas fazem parte do festival, que vai além das artes cênicas: CineSig, exibições cinematográficas seguidas de análises psicanalíticas sobre o filme; Segunda Literária, bate-papo informal com autores consagrados; e Terça Alegre, programa educativo gratuito dirigido a jovens e crianças que envolve oficinas como desenho e pintura, além de visitas guiadas pelo Museu Iberê Camargo.

Ingressos Porto Verão Alegre

Média de preço R$ 22

Vendas a partir de 4 de janeiro no Bourbon Country, Praia de Belas e DC Navegantes ou pela internet.

Peças a partir de 8 de janeiro até 14 de fevereiro em diversos teatros da capital

Atividades paralelas:

CineSig: dias 19 e 26 de janeiro, às 19h30 no Instituto Ling (Rua João Caetano, 440)

Segunda Literária: dia 25 de janeiro, às 19h30 também no Instituto Ling. Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé apresentarão recital multimídia com o vasto universo ficcional, lírico e existencial de Caio Fernando Abreu. Após a apresentação haverá bate papo com a equipe e a convidada Cláudia Laitano.

Terça Alegre: dias 12/01, 19/01, 26/01 e 02/02 no Museu Iberê Camargo (Av. Padre Cacique, 2000). Duas sessões vespertinas com duração de 1h30.

 

Por: Culturíssima